Innovation Centers promovem interação acadêmica

Em meu mais recente post falei sobre virtualização. Isto fez-me lembrar de um dos projetos que apoiamos através da parceria da Microsoft com os centros de inovação de universidades brasileiras. Desde que começamos estes projetos, um de nossos objetivos era promover a colaboração entre equipes distintas de uma instituição de ensino e, especialmente, entre as várias instituições. Isso passou a acontecer gradualmente, de forma natural, especialmente a partir do momento em que os bolsistas dos Innovation Centers passaram a se conhecer pessoalmente em eventos como o SBAC-PAD.

O projeto VISA, desenvolvido por Manuela Klanovicz Ferreira, orientada pelo professor Henrique Cota de Freitas, da UFRGS, porém, usa desde o princípio uma ferramenta desenvolvida pelo Instituto de Computação da Unicamp, sob a coordenação do professor Sandro Rigo, a ArchC.

A linguagem ArchC  permite a criação de protótipos de processadores e seu devido teste, muito antes dos mesmos poderem ser efetivamante fabricados. O projeto VISA tem por objetivo criar processadores com múltiplos núcleos e testá-los com instruções específicas para a virtualização de sistemas operacionais, melhorando o seu desempenho. O detalhe é que, quando o projeto VISA foi iniciado, a decisão pela utilização do ArchC como sua ferramenta básica foi feita ainda sem o conhecimento de que o professor Sandro, que também coordena o desenvolvimento do projeto Interop Router ,na Unicamp, é o autor do ArchC e, ainda hoje, um de seus principais colaboradores.


Tags: , , ,

Voltar para as notícias

Os comentários estão encerrados.