Windows 7 amplia funcionalidades de segurança

Todas as avaliações feitas até aqui por especialistas em software mostram que o Windows 7,  trará ganhos significativos em segurança. Em seu blog, o analista Roberto Vamosi, da Cnet, lembrou que o “Action Center”, uma evolução do “Security Center” criado no XP, incorpora cerca de 10 alertas de funcionalidades já existentes.

Sobre estes alertas, o Computerworld/EUA lembra que eles são bem menos invasivos que os existentes no Vista, além da dar ao usuário a possibilidade de desligar notificações sem perder toda a proteção contra ameaças ao sistema. O novo sistema operacional também traz o WFP (Windows Filtering Platform), que vai permitir aos fabricantes de hardware compartilhar o firewall do Windows com seus próprios produtos ou, ainda, dar aos usuários a opção de escolher qual firewall ele quer ver funcionando em sua máquina.

Matthew Hines, da Securitywatch, diz ser “impressionante como a Microsoft evoluiu em segurança nos últimos anos”. Sobre o Windows 7 o analista identificou benefícios como:

  • tornou mais difícil a exploração de vulnerabilidades em aplicativos, já que permite aos desenvolvedores parceiros utilizar proteções nativas do Windows, como o DEP e o ASLR;
  • limitou a realização de rootkits por meio da incorporação do Windows XP Mode (XPM), que usa extensões de virtualização de hardware para tornar a instalação de rootkits bem mais complexa;
  • dificultou a ação de malwares por meio do aprimoramento das funcionalidades de monitoramento, também usando as extensões de virtualização com o XPM.

Tags:

Voltar para as notícias

Os comentários estão encerrados.